Banner 1

No dia 1 de Abril comemora o dia da mentira, mas no dia 11 comemora-se o dia da verdade. Aproveitemos este dia para uma reflexão sobre a importância do profissional jornalista na permanência da democracia. Essa nobre classe é responsável por fiscalizar, cobrar e muitas vezes denunciar irregularidades políticas, sociais, além de valorizar as boas atitudes em diferentes áreas.

Sendo o direito a informação um dos principais alicerces da democracia, reconheçamos que o trabalho do jornalista e a manutenção da liberdade de expressão são fundamentais para que o nosso Estado e o nosso país continuem em constante desenvolvimento.


Como sinal de respeito e admiração a esses profissionais, é de suma importância parabenizar a todos os jornalistas, pelo papel fundamental na arte de comunicar, e informar com ética e respeito, princípios que vencem barreiras na busca por noticias que atualizam e democratizam todos os setores da nossa sociedade.


O Centro de Estudos Interdisciplinares de Comunicação (CEC) chama a atenção para a necessidade imperiosa, a partir do dia de hoje, de retomar as lutas em defesa da regulamentação da profissão. Para que de fato a profissão seja tratada como um bem social – e não como uma mercadoria ou moeda de barganha nas mais diversas negociações – a profissão de JORNALISTA precisa ser valorizada e fortalecida.
O CEC contribui nesta luta com a investigação e promoção de debates visando a melhoria da qualidade do jornalismo e do Jornalista Moçambicano.


Em 2012, o CEC iniciou este trabalho com a realização de uma conferência sobre o papel dos media no desenvolvimento, e a produção do “Boletim Debates”, com reflexões sobre os conteúdos produzidos e publicados nos mass media.
Neste ano, o CEC está a integrar os seus membros, profissionais e estudantes das instituições de formação em comunicação nacionais em programas de leitura crítica dos conteúdos dos media. Este programa poderá trazer para a reflexão pública sobre as problemáticas do jornalismo e propôr alguns caminhos para a sua solução.
O Observatório da Imprensa é o novo serviço do CEC que vem acrescer aos esforços desta pequena, mas ambiciosa organização que procura, no meio de muitos, deixar a sua marca e o seu contributo para o desenvolvimento do Jornalismo em Moçambique.


Honra-nos bastante estarmos associados ao Sindicado Nacional de Jornalistas, o Conselho Superior da Comunicação Social, a IBIS e a utros parceiros para celebrarmos o dia da verdade, o dia do Jornalista Moçambicano.
Bem hajam os Jornalistas Moçambicanos, bem hajam os combatentes da verdade!

Maputo, 11 de Abril de 2013